Disktour Teatro e Shows

Morte Acidental de um Anarquista

Volta em cartaz a peça Morte Acidental de um Anarquista do escritor italiano Dario Fo, falecido em 2016 aos 90 anos de idade. Recebeu o Prêmio Nobel de Literatura em 1997.

A comédia já assistida por mais de 80.000 pessoas, tem uma atualidade própria das grandes obras literárias. A história surgiu de um caso verídico acontecido em Milão em 12 de dezembro 1969, onde atentados terroristas deixaram 17 mortos e dezenas de feridos. A investigação se reporta ao suicídio de um suposto anarquista acusado pelos atentados. “A polícia afirma que o morto teria se jogado pela janela do quarto andar.  A imprensa e a população acreditam que foi jogado. O que teria acontecido realmente? A trama ocorre quando um louco cujo doença é interpretar pessoas reais acaba sendo detido por falsa identidade. Na delegacia, o louco se passa por um Juiz e vai enganando um a um, inclusive o delegado, assume várias identidades e, brincando com o que é ou não é real, desmonta as relações de poder e acaba descobrindo a verdade de todos nós”.

A engenhosidade do autor e sua capacidade de criar diálogos cômicos e personagens diversificados fazem deste texto um dos mais procurados no mundo todo. A atualidade da peça é tão grande que justifica a sua reapresentação que, embora mantenha a sua originalidade faz inferências com personagens da atualidade no Brasil.

Elenco/Direção: Texto: Dario Fo. Tradução: Roberta Barni. Dramaturgia e Direção: Hugo Coelho. Elenco: Dan Stulbach (que faz uma das suas maiores interpretações, faz o papel do Juíz) Henrique Stroeter, Riba Carlovich, Maíra Chasseraux, Marcelo Castro e Rodrigo Bella Dona.

Dan Stulbach

Rua 8, 1600 - Santa Cruz - CEP 13500-210 - Rio Claro - SP - Tel. 19 3532-3100 e 3024-1215
© 2011 Rio Claro Turismo. Todos os direitos reservados | Desenvolvido por srsam